sábado, 6 de dezembro de 2014

Sou educador

O meu poder resume-se na minha força de vontade, não sei quase nada o que sei hoje foram meus alunos que me forneceram ao longo de cada tutoria, sou humilde de berço e sei reconhecer quando não sei nada, mas também me louvo quando faço a diferença. Nada em mim é falso sou autentico e possuo coragem de cem homens, respeito aos montes e ninguém terá uma critica se quer a fazer de mim porque minha moral transcende o que sou. Eu sou simplesmente bom no que faço, da maneira que faço. 


se você não está pronto para dar aula ou para ministrar uma tutoria não se meta. Porque como bem disse Paulo Freire “Ninguém começa a ser educador numa certa terça-feira às quatro horas da tarde. Ninguém nasce educador. A Gente não se faz educador, a gente se forma como educador, permanentemente, na prática e na reflexão sobre a prática” você deve está em permanente busca pelo saber, o aprendizado deve ser diário e constante.


 Tenho aprendido pouco a pouco o poder transformador do contato entre o “ensinante” e o “aprendiz” como bem dizia Paulo Freire. As necessidades se dividindo em varias outras necessidades de igual importância, aprendi a olhar o “aprendiz” e compreender suas necessidades que não se limitam apenas em aprender o conteúdo, mas sim de afeto, de ser ouvido e entendido, de ser alguém com direito de fala e questionamentos, de ser senhor de si próprio. Eu enquanto “ensinante” e “aprendiz” tenho o entendimento claro e conciso dessas duas palavras, no que tange minha humildade em reconhecer o aprendizado maior do “ensinante” para com o “aprendiz”, aprender com as crianças, aprender naturalmente as coisas como elas são. Na interação de saberes o educador aprende conscientemente e humanamente ele absorve a necessidade de guardar para si tão grandioso aprendizado.




É fantástica a interação entre você já formado e o aluno no lugar onde você já esteve, dinheiro nenhum no mundo paga essa experiência. Da carteira ao quadro, do silêncio a abertura do dialogo, eu acabei me tornando o que eu queria ser, dane-se o sistema eu sou o que sou, e vou transmitir na sala de aula aquilo que acredito fortemente. Temos que mostrar aquilo que somos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário